Nem só de história e tradição vive o Porto. A arte contemporânea tem ilustres representantes, com reconhecimento nacional e internacional. A Fundação de Serralves e a Casa da Música são ilustres embaixadores do que melhor se produz culturalmente em Portugal. Instituições com um papel relevante na promoção artística e na formação de um público sensibilizado, têm sido o palco de projectos inovadores e criativos. Uma oferta variada, com espectáculos de música, dança e performance, cinema, colóquios, seminários e cursos, dirigida a todos, dos mais novos aos mais velhos, das escolas às famílias e, claro, ao público em geral. Ninguém é excluído 

leia a entrevista com Patrícia e Emanuel de Sousa

A Casa da Música e a Fundação Serralves exemplificam bem a relevância da arquitectura na projecção da cidade além fronteiras.
Para quem aprecia esta arte, o Porto é um bom destino? 
Emanuel Claro que sim. A arquitectura de Siza Vieira, já galardoado com o Prémio Pritzker (1992), no Museu de Arte Contemporânea e de Rem Koolhaas na Casa da Música merecem toda a atenção. A cidade tem, na verdade, três Pritzkers, dois deles vivos e nascidos aqui, Siza Vieira e Souto de Moura, a que se junta o visitante Rem Koolhaas. Bons motivos para um passeio arquitectónico pelo Porto e arredores. Um pequeno museu a céu aberto, onde as obras dos galardoados podem ser admiradas.  
A Casa de Chá da Boa Hora e as Piscinas de Marés, em Leça, e as Casas Sociais SAAL, na Rua da Boavista, são alguns dos mais icónicos trabalhos de Siza Vieira. Já a obra de Souto de Moura (Pritzker 2011) pode ser visitada no Centro Português de Fotografia, cujo projecto de remodelação e intervenção teve a participação do arquitecto, na Estação de Metro da Trindade e na Casa do Cinema Manuel de Oliveira. 
Bons motivos para sair do ROSA ET AL e percorrer a cidade parecem não faltar.
Afinal, estão perto de tudo, não é assim?  
Patrícia Sem dúvida. Ali mesmo ao lado, na Boavista, encontra-se o business district da cidade, com os seus serviços e escritórios. As zonas do Campo Alegre, do Palácio de Cristal e de Miguel Bombarda são já ao virar da esquina. Equipamentos culturais, espaços verdes, comércio alternativo, restaurantes e bares.. Óptimos pontos de passeio, fora das zonas mais conhecidas a uma curta distância. 

Form Reservas

texto facultativo a acompanhar o form